Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog dos 300

Este blog surgiu como forma a poder comentar situações do quotidiano, sobre todas as áreas, e até sobre a minha vida. Resultante da parceria com 3 amigos da faculdade, também se comenta cinema e música.

Blog dos 300

Este blog surgiu como forma a poder comentar situações do quotidiano, sobre todas as áreas, e até sobre a minha vida. Resultante da parceria com 3 amigos da faculdade, também se comenta cinema e música.

Cinematograficamente falando 2

Na segunda edição da rúbrica Cinematograficamente falando, trazemos mais um filme que não podem deixar de ver.

1.png

 

Se7en, ou 7 - sete pecados mortais, é um filme de 1995 realizado por David Fincher, que podem conhecer por filmes como Fight Club (1999), Zodiac (2007) e The Curious Case of Benjamin Button (2008). Conta com a participação de três dos maiores atores de Hollywood: Brad Pitt, Kevin Spacey e Morgan Freeman.

 

O filme passa-se numa cidade americana (após 21 anos ainda ninguém conseguiu descobrir qual, mas acredita-se ter sido inspirada em Nova iorque) e a ação centra-se em dois detetives, William Somerset (Freeman), um especialista em homicidos perto da sua merecida reforma, e David Mills (Pitt), o detetive que veio para o substituir e que vai fazer com que a sua reforma seja adiada. “Adiada porquê?” perguntam-se vocês. Adiada pois aparecem vários casos de assassínios, no mínimo peculiares. O primeiro sendo um obeso que foi obrigado a comer até o seu estômago rebentar e no local do crime um papel com a palavra “Gluttony” (“Gula”). O segundo encontrado era um advogado de defesa rico que foi obrigado a cortar uma parte da sua carne, acompanhado por um papel com a palavra “Greed” (“Ganância”). Não durou muito até que Somerset aceitasse o caso e percebesse que os assassínios eram cometidos consoante os 7 pecados capitais. Ele e Mills percebem que ainda haverão mais 5 assassínios. Como irá acabar esta trama? Será que vão descobrir o assassino por detrás de tudo isto?

 

Um Thriller recheado de drama, com uma conclusão que nos vai fazer perder a cabeça e deixar incrédulos. De que estão à espera? Um must see do cinema!

 

Algumas curiosidades após terem visto o filme:

 

  • Brad Pitt partiu o braço durante a cena de perseguição ao assassino, o que levou a que esse facto tivesse de ser incluído no guião;

1a.png

 

  • Antes das filmagens começarem, Kevin Spacey pergunta a David Fincher se ele devia rapar a cabeça ao que este lhe diz “Se tu o fizeres, eu também o faço.”. Ficaram os dois carecas durante o resto das filmagens;

 

  • O nome de Kevin Spacey foi propositadamente removido dos créditos iniciais para que a audiência ficasse estupefacta em relação à identidade do assassino;

1b.png 

 

  • O filho de Morgan Freeman tem um pequeno cameo no filme como o técnico das impressões digitais;

 

  • Apesar do filme se passar numa cidade fictícia, a maior parte das filmagens ocorreram na Califórnia e na Pensilvânia;

 

  • Devido a cortes nos custos de produção, David Fincher contratou Kyle Cooper, um licenciado em Yale que criou uma montagem de abertura cinética dos diários de John Doe. The New York Times elogiou o trabalho de Cooper como um passo em frente no cinema; o designer iria para projetos de alto perfil, incluindo a série Homem-Aranha e Dawn of the Dead. O seu trabalho foi tão convincente que o diretor Zach Snyder disse uma vez que alguns diretores se recusaram a usá-lo porque ele "faz com que os créditos de abertura sejam melhores do que o filme."

 

1c.png

 

 

 

1 comentário

Comentar post