Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog dos 300

Este blog surgiu como forma a poder comentar situações do quotidiano, sobre todas as áreas, e até sobre a minha vida. Resultante da parceria com 3 amigos da faculdade, também se comenta cinema e música.

Blog dos 300

Este blog surgiu como forma a poder comentar situações do quotidiano, sobre todas as áreas, e até sobre a minha vida. Resultante da parceria com 3 amigos da faculdade, também se comenta cinema e música.

2º Artigo para O JOVEM (nº60) - Corridas de Touros

Está a chegar o tempo quente e com isso chega o grande debate sobre um tema que todos os anos por esta altura inunda os jornais refiro-me, claro está, às corridas de touros ou popularmente conhecidas como touradas. 

Se bem me recordo dos meus tempos de infância, lembro-me de ver as touradas na televisão e adorar o espetáculo que os toureiros e forcados me proporcionavam, assim como a miscelânea de cores e sons que se extraiem de um evento como este. De facto, todos temos de concordar que à priori as touradas são um espetáculo bonito e que capta facilmente a nossa atenção, prendendo-nos ao ecrã ou às cadeiras no caso de assistirmos ao evento numa praça de touros. Ainda mais, somos obrigados a concordar com o facto de as touradas serem um negócio tal como o futebol que movimenta alguns milhões de euros. À posteriori e com o avançar da idade e o despertar do pensamento, fui percebendo que este espetáculo não é assim tão bonito. Entendi que, todos aqueles momentos que eu tanto adorava, implicavam sofrimento e a morte de animais. Nesse momento e para mim, as touradas perderam aquele brilhantismo e espetacularidade que tinham.

Numa altura em que a preocupação com o bem-estar dos animais está em voga, as touradas não aparecem um pouco contra a corrente? Numa altura em que todos nos insurgimos contra o abandono dos animais, não seria de bom tom ter em conta os touros? Afinal não serão eles animais também? Este tipo de evento pode não acabar, uma solução passa por colocar uma proteção no touro que terminará com o sofrimento do animal e claro está com a morte do touro.

Link: O Jovem - nº60